23.2.11

aniversário

o dia de um retorno
e de abandono do dentro morno
da mãe.

4 comentários:

Tulio Malaspina disse...

Lindo Karina!! Tomei uma pancada de sensações.

Rachel Souza disse...

Gostei!

Claudia Kras disse...

muito foda, amei!

Arthus disse...

hoje escutei uma história de um cara, da maneira surrealista dele de contar histórias: era um cidadão que queria voltar pro útero da mãe, e daí a medicina encontrou uma forma de fazê-lo. A idéia era de que ele só lembrava da felicidade nessa época de sua vida.
Enfim, lembrei do poema. =]