30.9.08

Carretel

família e convidado, nanquim, setembro 2008
lavanderia, nanquim, setembro 2008


Ele, o Carretel, em SITUAÇÕES.
O cotidiano de qualquer um de nós, carretéis das mais belas cores de linhas/fios, é surpreendido por choques metropolitanos de todo gênero. O cotidiano (já não tão cotidiano assim) agora sofre intervenções o tempo todo; somos coagidos/induzidos/...idos/...

idos a andar pela contra-mão e pelas marginais, e isso gera a M A I O R imagem jamais!! vista por um par de olhos (ou por um olho só).
Só através da M.V.S.P.I. (Máxima Variante de Situações Possíveis e Impossíveis) é que podemos enxergar o amor em meio a tanta fumaça e poeira de concreto.

3 comentários:

Victor Meira disse...

Olhaaa, que bonito! Amor na cinzentura. Aliás, amor na saturação de um nanquim de poucas palavras.

Yes! Movimento nesse blog!

Tá ótimo, Bacana. Mas ó, bota esse scanner pra trabalhar aí. Posta mais coisa.

Legal ver a dupla por aqui.
Bêjo pros dois.

Rachel Souza disse...

Carretéis movidos a "choques metropolitanos". é a vida acontecendo! Salve, Salve Bacana!

isaac disse...

totalemiente foda, de verdade mesmo. que idéia legal, e esse traço tá muito bonito !