4.5.08

O poema infalável

.;

...,

.

.; ,

: ¨

, (...)

.;. :;

.

O poema infalável

é o poema infalível.



Daniel Bosi

4 comentários:

Heyk Pimenta disse...

Massa!

cara num tem jeito a gente sente o que é uma vírgula. Isso faz eco sim. Não é em vão.

Daniel Bosi disse...

a gente sente mas não escuta. é um tipo de pausa. é quem nem as pausas de uma partitura. as pausas e seus tempos.. uma vírgula, um ponto, dois pontos...

e é claro que não é em vão, acho as vírgulas importantássas.

bjão, Heyk!

Daniel.

Heyk Pimenta disse...

num é só pausa né: tem mais coisa.
reticências é uma coisa mesmo, a gnete gente o que alguém quer dizer quando usa.
dois pontos tbm...

então acaba que vira uma série de significados sim.

Só a trema que não cabe nessa conversa.

hahaha

Hanne Mendes disse...

E salve as vírgulas!
Principalmente para nós, caro letrado.

Muito criativo.

Beijo.