21.7.09

poesia primeira

"quando beijaste minha testa
ficaste com minha estrela em tua boca
e tendo minha estrela em tua boca
nos tornamos uno..."


essa é a primeira poesia
que li um dia na minha infância
e até hoje guardo esses versos,
fala de amor e o amor fala dela.
e hoje, isso tá fazendo
um sentido imenso,
nos mínimos detalhes
e se expandindo pra fora
com vontade de que toda a cidade
fique com cores e cheiro de amor,
simplesmente e imensamente.
é um canto,
de alegria e urgência
nesse sentimento de hoje.

hoje a postagem é tão simples
que vim aqui sorrir pra voces.
e desejar um ótimo dia.
beijos e beijos!

4 comentários:

Victor Meira disse...

Aihhh, Tomaz. Li teu post hoje de manhã, foi vibe, mano. O lance da cidade toda com cores de amor é bonitão. E o último parágrafo ali tá singelo.

Valeu, mano, post simpático.

Philippe Bacana disse...

sou a favor da simplicidade também.
é isso.

Priscila Milanez disse...

uma "singeleza" só, como disse um amigo meu a mim dia desses...rs

Henrqiue Smith disse...

Salve simpatia, quo!