7.11.07


Faísca


..
........................
É maior do que você pensa

A esperança, o medo

........................É menor do que você pensa

A vontade de se doar

..........................Por nada

......................... por tudo


É mais extenso do que imaginas

.......................O céu, o mar e o universo.


............É bem mais forte do que podes ter

............................................O amor

.................................também a cólera.



..................................É igual o batuque

......................................Aqui e acolá

.....................................É igual o FOGO

............Arde em todas as partes, uniformemente.

O FOGO é rei. Vida.Também destrói.



Queda

6 comentários:

Guila Sarmento disse...

olá carina, seu poema é gostoso de ler. o abuso de enjambements -como não poderia deixar de ser pela estrutura do poema-, dá ritmo e expressa melhor. para mim fica a impressão do relativismo das coisas, no conteúdo, é certo pensar isso?

ps.: sou menino amor...

Carina Bentlin disse...

é, tá certo. Prq o "achar" é alto-justificável pra cd um de nós. O delimitar do medo, do amor e tal, pra cada um é de um jeito.

Só o fogo, este é indomável e arde o mesmo em mim, o mesmo em vc.

Mas antes de tudo, é uma Besterinha com fogo, despretencioso!


iii, hehe, desculpa!! ;) Menino!

Victor Meira disse...

Vai fazer xixi na cama, dona Carina...

O relativismo é a voz da mensagem, e o tom da brincadeira é a intensidade que diferencia - e torna uno - o fogo e a faísca.

E que história é essa de pensar certo, seu guila-menino? Tem pensar-errado? Ôxe.

Bacaninha a besteiróla, carinóla.

Heyk Pimenta disse...

não sei em que era eu tava, aí tudo ficou transe de alta voltagem.

Como são bons e como apareceram junto esses poemas. E outra, como o do Guila e o Do Daniel ele põe na mesa e bate, pergunta, ou pelo menos incomoda porque reavalia.

É tão bom sentir a onda, depois ver ela distrincha e depois ver o dono reclamando dela. É o verdadeiro poema processo o blog.

Que legal. Eu tava muito desaminado. Acho que me animo Agora.

A coisa que o vini sabe tratar bem quem tratou agora foi a carina, os grandes, ela tratou nos enormes, que não valem o quanto pesam porque não tem balança desse tamanho. Tratar o grande faz meu suspiro ser enorme.

Gooooda

Sol na Garganta do Futuro disse...

(o fogo é controlável e incontrolável ao mesmo tempo.

o fogo pode ser as paixões e os amores ao mesmo tempo

o fogo destrói casas e amores
o fogo faz casas e amores)

Quando eu era criança, minha mãe contratou uma faxineira que me disse: "Da última vez o mundo acabou em água. Dessa vez vai acabar em fogo."

conversamos sobre o fogo: as origens, as definições, as ilimitações e limitações.

eu disse a ela:

"A água é líquido, a terra é sólida, o ar é gasoso.

o que é o fogo, Maria?"

ela disse assim:

"O fogo.. o fogo é éter."


Daniel Bosi

fabiano Silmes disse...

Putz...Lírico,belo e profundo o teu poema...A reltividade das coisas me fascina...uma fagulha desse texto se desprendeu e me queimou isso é bom é mal..Eu não sei tudo é relativo...Gostei muito do que vi na sua obra e pretendo passar por aqui outras vezes...

Um grande abraço!!