24.5.11

Quisera eu

Ah, linda moça, eu fico querendo, mas tenho receio de telefonar
Vai que está ocupada ou dando risada com alguém acolá
Mas quando eu bebo uma dose, arranjo coragem pra te procurar
Arrisco, aperto os botões, falo qualquer bordão pra te impressionar

Você me dá um barato do balaco baco, que nem ácido deu
Quisera entender esse lance, se vai virar romance, quisera eu
Chamei pra pegar um cinema, armar um esquema, sair pra dançar
Na volta, errei o caminho pra mais um pouquinho do seu lado ficar

Ah, me perdoa, é que contigo, o tempo voa
Já são 4 da manhã, essa nossa embriaguez destoa
E se eu acordar, sei que vou estar rindo à toa, à toa

Ah, me perdoa, é que contigo, a direita esquerda
Trouxe você pra minha casa, mas era pra te levar pra sua
Sua, nua, crua, na rua, na tua, amanhã já chegou, que sonho bom.

Nenhum comentário: